Teve início nesta segunda-feira, 05/11, o XVI Curso Intensivo de Formação Continuada para Magistrados, promovido pela Escola Judicial do TRT20 que reúne desembargadores e juízes do Tribunal, com o objetivo proporcionar debates, estudos e reflexões sobre o ofício de julgar.

O desembargador Josenildo dos Santos Carvalho, diretor da EJUD20 realizou a abertura do curso e aproveitou a oportunidade para agradecer o apoio irrestrito que recebeu ao longo dos quatro anos que esteve a frente da Escola. “Por ser o último curso realizado sob minha direção, gostaria de agradecer ao desembargador Fábio Túlio e ao desembargador Thenisson Santana Dória pela colaboração ao longo desses anos. Quero agradecer aos magistrados que nos prestigiaram comparecendo e ministrando aulas. Também gostaria de ressaltar a presença maciça dos servidores da atividade-fim dentro da Escola Judicial, muito obrigada. Os senhores contribuíram muito com a Escola”, destacou.

O presidente do TRT20, desembargador Thenisson Santana Dória, também falou durante abertura do curso. “Hoje temos a abertura da nossa formação intensiva que ocorre duas vezes ao ano e esta é a última da gestão. Quero aproveitar para dizer que sempre abracei a Escola porque sei da sua obrigação, que é fomentar o conhecimento e melhorar, sobretudo, o ser humano. É uma alegria estarmos aqui ao final da gestão e dizer que sinto-me agradecido. A palavra gratidão simboliza o encerramento de um clico, conviver com Dr. Josenildo esse dois anos foi uma aprendizagem, ele enquanto diretor da Escola e eu a frente da gestão do Tribunal”, concluiu.

O primeiro dia de curso contou com a palestra da jornalista Sônia Bridi, que abordou sobre o tema “Quando perdemos a empatia, perdemos a humanidade”. De acordo com a palestrante, o assunto a ser abordado foi uma solicitação do TRT20. “Esse tema surgiu de uma frase que falei durante uma entrevista para o Pedro Bial, mas eu acho que tem muito a ver para jornalistas e magistrados. A gente tem que olhar para as pessoas e tentar compreender, tentar sentir a dor que elas sentem. Porque se olhamos com a nossa perspectiva para outras situações não conseguimos impactar para melhorar a nossa sociedade. A outra coisa é que quando você está fazendo uma reportagem ou dando uma sentença, se você não consegue ver o outro como humano, você deixa a sua humanidade de lado também”, ressaltou a jornalista.

O evento será realizado até a próxima sexta-feira, 09/11, no Hotel Real Classic. Na programação estão previstas ainda palestras sobre “Trabalho Seguro” e “Impactos das Alterações da CLT após um ano da vigência da Lei”.

Para acessar a programação completa, clique aqui.

Fotos: Roberta Dias e Márcio Garcez

Av. Carlos Rodrigues da Cruz, s/nº - Capucho - CEP: 49081-015

Centro Administrativo Gov. Augusto Franco - Aracaju/SE

CNPJ 01.445.033/0001-08