A violência crescente contra os órgãos do Judiciário e a falta de uniformização de procedimentos foram os motivos que levaram o servidor do Tribunal do Trabalho de São Paulo (TRT-2), Marcelo Schettini, a idealizar o livro “Segurança Institucional no Serviço Público: aspectos técnicos e administrativos aplicáveis à segurança dos órgãos públicos brasileiros”, no qual é coautor. A obra foi lançada durante reunião ordinária do Coleprecor, na última quinta-feira (09).

Durante o lançamento do livro, Schettini falou sobre segurança institucional, as razões que o levaram a realizar a obra e também o que poderá ser encontrado em suas páginas. Os outros autores do livro são os agentes de segurança Hipólito Cardozo e Luciano Lopes, que atualmente atuam na inteligência e segurança da Justiça Federal do Distrito Federal e Superior Tribunal Militar, respectivamente.

Com o livro, os autores pretendem contribuir para a diminuição da atual carência de doutrina e literatura sobre o tema, ao mesmo tempo em que buscam prover às pessoas que atuam na segurança institucional conhecimento sobre o assunto e acima de tudo uma padronização de técnicas e atuação dos agentes em todo o poder judiciário.

“O trabalho da segurança institucional é de muito risco. Temos o problema de ter que dar o livre acesso à população nos fóruns, mas ao mesmo tempo promover segurança para eles e para todos os jurisdicionados, servidores e magistrados. E isso sem ser ofensivo de alguma forma ou causar problemas para o Tribunal. Por isso, a necessidade dessa profissionalização e capacitação constantes”, afirmou Schettini.

A obra traz relatos e referências sobre segurança institucional, amparo legal, os serviços que fazem parte da atuação do agente de segurança institucional, planejamento e metodologia de contingências, gestão de risco e sua aplicação na segurança. E ainda informações sobre atividade de inteligência, segurança de autoridades e quais são as tarefas que não cabem à segurança institucional.

Para o presidente do Coleprecor e do TRT-2, Wilson Fernandes, o livro apresentado durante reunião do colegiado é de suma importância para todos os órgãos do poder judiciário trabalhista, pois “mostra que temos que nos debruçar sobre o assunto. E para isso contamos agora com uma obra que será útil para todos os colegas aqui presentes. É um material inédito no qual podemos buscar as informações e também um ponto de partida para melhorar a segurança nos tribunais”, afirmou o desembargador.

Schettini está na Justiça do Trabalho de São Paulo há sete anos e meio, tendo ingressado na Segurança do Tribunal. Antes de ser servidor, ele atuou como oficial de reserva das forças armadas e também tem formações em inteligência, segurança e gestão.

Fonte: Coleprecor

Av. Carlos Rodrigues da Cruz, s/nº - Capucho - CEP: 49081-015

Centro Administrativo Gov. Augusto Franco - Aracaju/SE

CNPJ 01.445.033/0001-08