Nos dias 02 e 03/10, o Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região (TRT20) recebeu os integrantes do Comitê Gestor Nacional do Sistema Integrado de Gestão Orçamentária e Financeira da Justiça do Trabalho (cgSIGEO). Durante a reunião foram apresentadas as novas normas do SIGEO-JT divulgadas pelo CSJT.

Em agosto, o CSJT aprovou, por unanimidade, a resolução que institui o SIGEO-JT como sistema único de processamento de informações relacionadas ao planejamento, à execução e ao acompanhamento orçamentário e financeiro da Justiça do Trabalho.

Participaram da reunião, os representantes da Coordenadoria de Orçamento e Finanças do TST, Annibal Nery Júnior (Vice-Coordenador do cgSIGEO) e Rodrigo da Costa Lopes; a diretora-geral do TRT20, Mônica Oliveira Barreto (Coordenadora do cgSIGEO); a Secretária de Orçamento e Finanças do CSJT, Kátia Santos Silva o secretário de Tecnologia da Informação e Comunicação do TRT20, Marcos Xavier de Almeida Barretto, o Secretário de Orçamento e Finanças do TRT20, Givaldo Costa Nascimento, o Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do TRT da 3ª Região Gilberto Atman Picardi Faria, a Secretária de Controle Interno do TRT da 7ª Região, Ana Paula Borges de Araújo Zaupa, o Secretário de Tecnologia, Informação e Comunicação da 7ª Região Joarez Dallago e, como convidado, o Diretor Substituto de Orçamento e Finanças do TRT da 3ª Região, Walter Augusto de Matos.

O integrante da Coordenação Nacional Executiva do SIGEO-JT, Rodrigo da Costa Lopes, explicou que, durante o encontro, foi feita a apresentação do que muda em relação a atuação do Comitê, da estrutura de governança. Foram apresentados novos painéis que serão publicados para ajudar no acompanhamento orçamentário e definição de estratégias e próximas ações do Comitê.

“Agora no final de setembro saíram os novos normativos do CSJT quanto ao SIGEO-JT. Foi publicada a Resolução do SIGEO-JT, que torna ele obrigatório no âmbito de toda a Justiça do Trabalho e revogado o Ato Conjunto que determinava a mesma sistemática, mas existia esse paradoxo normativo para poder atuar nacionalmente. Foi publicado também todo o comitê novamente com a inclusão do secretário de T.I do TRT20 para fazer parte do Comitê e também foi publicadao o ato que constituiu a Coordenação Nacional Executiva que é composta por dois membros do Comitê. Nos próximos dias a gente deve fazer a publicação do Grupo Nacional de Negócios que vai ser composto por participantes de toda a Justiça do Trabalho”, ressaltou Rodrigo.

Fotos: Catarina Gonçalves/Ascom

 

 

Av. Carlos Rodrigues da Cruz, s/nº - Capucho - CEP: 49081-015

Centro Administrativo Gov. Augusto Franco - Aracaju/SE

CNPJ 01.445.033/0001-08