Prêmio CNJ de Qualidade
Selo Sou 100% PJe
  • RSS
  • Youtube
  • E-mail
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

ENCERRAMENTO_CURSO_MAGISTRADOS.jpg


Foi encerrado na manhã do dia 13/5, o 23º Curso Intensivo de Formação Continuada para Magistrados (CIFCM), realizado de forma telepresencial pela Escola Judicial (Ejud 20) do TRT da 20ª Região (TRT-20).

Com a presença de magistrados(as) de 1º e 2º graus, o curso teve uma extensa programação, desde do dia 9/5, com palestras de variados temas como: julgamento com perspectiva de gênero, direitos humanos, direitos da mulher, provas digitais, precatórios, inovação, mediação, além de outros temas afins ao direito do trabalho.

Duas palestras aconteceram na sexta-feira, 13/5. A primeira delas, com o tema: "Palestra WIKI VT Nacional – Fluxo Nacional Otimizado de Procedimento em 1ª instância”, foi ministrada pela juíza do TRT-15, Lúcia Zimmermann, que falou sobre a importância da ferramenta WIKI-VT, uma plataforma disponibilizada a todos os Tribunais Regionais, de padronização de procedimentos e movimentações de processos judiciais eletrônicos.

“Esse projeto surgiu diante da identificação de algumas dificuldades diante da prática de tarefas e rotinas de trabalho realizadas pelas unidades de 1ª Grau, inclusive a inexistência de um manual de fácil consulta. Peço que acessem a plataforma, pois ela só terá importância se tiver a participação de todos os regionais. Agradeço pela oportunidade e receptividade”, disse a juíza Lúcia.
A última palestra da manhã foi ministrada pelo juiz do trabalho do TRT-9, Fernando Hoffmann, que tratou sobre as principais técnicas de conciliação e mediação no processo do trabalho, as mais eficientes e como podem ser aplicadas na prática.

“O nosso objetivo como mediador e conciliador é permitir que as partes sejam ouvidas, por meio da técnica fundamental da escuta ativa. Devemos proceder sem julgamentos, sem ameaças, mas com perguntas. Todas as pessoas querem ser tratadas com dignidade, respeito e quando erram, querem uma segunda chance. A empatia é essencial”, ressaltou Hoffmann.

Por fim, o presidente da Ejud 20, desembargador Thenisson Dória agradeceu a presença de todos e aos que se empenharam na realização do evento. “Encerramos o 23º CIFCM com a sensação de dever cumprido e com muita alegria de estarmos juntos ainda que telepresencialmente. A nossa preocupação é trazer temas atuais. Aqui somos um todo, com união. Desejo saúde e felicidade a todos”, finalizou.

Confira a matéria de abertura do evento abaixo:

“Façamos o nosso melhor para o nosso país”, disse ministro Vieira de Mello em abertura de evento do TRT-20

Por Tíffany Tavares (Ascom TRT-20)