Prêmio CNJ de Qualidade
Selo Sou 100% PJe
  • RSS
  • Youtube
  • E-mail
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

ENCERRAMENTO_CORREIÇÃO_5_VARA_01.jpg

A desembargadora vice-presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região (TRT-20), Rita de Cássia Pinheiro de Oliveira, em delegação de inspeção correicional, encerrou nesta quarta-feira (18/5), a Correição Ordinária na 5ª Vara do Trabalho de Aracaju.

Na ocasião, a vice-presidente do TRT-20 parabenizou as juízas titular e auxiliar, bem como as servidoras e os servidores que compõem a 5ª Vara do Trabalho, pelo cumprimento, no ano de 2021, das Metas Nacionais 2 e 3 do Poder Judiciário, e por uma melhor colocação nacional no IGEST desde o mês de setembro de 2020 (entre os 25%/75%).

Participaram do encerramento da correição, que ocorreu de forma presencial: a desembargadora vice-presidente; a juíza titular da Vara, Cristiane D'Avila Ribeiro; a juíza auxiliar da Vara, Kamilla Mendes Laporte; a secretária da Corregedoria, Deborah Puig Cardoso; a advogada Milka Correia Leite do Espírito Santo, representando a OAB/SE e a ASSAT; servidores e servidoras da 5ª Vara e servidores(as) da secretaria da Corregedoria.

DADOS ESTATÍSTICOS


Na correição, foram apresentados dados estatísticos do movimento processual na 5ª Vara do Trabalho de Aracaju:

Movimentação Processual de janeiro a abril de 2022

  • 351 casos novos recebidos;
  • 389 solucionados.

Audiências realizadas

  • 478 (até 15 de maio).

Audiências futuras

  • 567 (a partir do dia 16 de maio).

Taxa de Congestionamento (situação em 15/5/2022)

  • 56,27% de conhecimento;
  • 33,58% de liquidação;
  • 72,07% de Execução.

Resultado parcial das Metas de 2021

  • Percentual de cumprimento Meta 2 (julgar processos mais antigos - pelo menos, 93% dos processos distribuídos até 31/12/2020, nos 1º e 2º graus): 100,27%;
  • Percentual de cumprimento Meta 3 (estimular a conciliação - aumentar o índice de conciliação em relação à média do biênio 2019/2020, em 1 ponto percentual. Cláusula de barreira: 40%): 118,15%.

PONTOS FORTES

  • Formação e qualificação de magistrados(as) e servidores(as);
  • Infraestrutura física e tecnológica, com ótimas ferramentas de gestão processual e administrativa;
  • Planejamento Estratégico Participativo;
  • Plano de Gestão da Vara em 2021;
  • Teletrabalho;
  • CEJUSC, CAE/JAE;
  • Iniciativas voltadas para a saúde e qualidade de vida;
  • Segurança Institucional;
  • Política de Gestão Socioambiental.


BOAS PRÁTICAS

  • Priorização das ações de jurisdição voluntária.

Ascom/TRT-20