Prêmio CNJ de Qualidade
Selo Sou 100% PJe
  • RSS
  • Youtube
  • E-mail
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Com o objetivo de difundir a “cultura de paz”, favorecendo a solução pacífica de conflitos, a Escola Judicial do TRT da 20ª Região (EJUD-20) promoveu, na última sexta-feira (23/5), palestra com o tema “Poder Judiciário, Inovação e Cultura de Paz”, antecedendo a Semana Nacional da Conciliação Trabalhista.

O público assistente contou com a presença de cerca de noventa pessoas, entre magistrados(as), servidores(as), advogados(as), estagiários(os) e funcionários terceirizados do TRT-20.

Compuseram a mesa as seguintes autoridades:

  • Thenisson Santana Dória, desembargador do TRT da 20ª Região e Diretor da EJUD-20;
  • Roberta de Melo Carvalho, juíza do TRT da 10ª Região, que proferiu a palestra;
  • Antônio Francisco de Andrade, juiz titular da 4ª Vara do Trabalho de Aracaju;
  • José Ricardo de Almeida Araújo, juiz do trabalho do TRT da 20ª Região, representando a AMATRA XX;
  • Júlia Borba Costa Noronha, juíza do TRT da 20ª Região e Coordenadora do CEJUSC (Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas);
  • Gabriela Milano Loureiro de Souza, representando a advocacia sergipana.

BANNER_TELÃO_CULTURA_DA_PAZ_ATUALIZADO.jpg

Palestrante

A palestra foi ministrada pela juíza Roberta de Melo Carvalho, do TRT da 10ª Região (DF/TO). Dentre diversas atividades relacionadas à conciliação, a magistrada exerceu, no período de 2017 a 2022, a Coordenação do CEJUSC-JT (Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas) e integrou, no mesmo Regional, o NUPEMEC/JT (Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos); representou, ainda, a Região Centro-Oeste na Comissão Nacional de Promoção à Conciliação (CONAPROC/CSJT) no biênio 2020-2022.

Quanto a sua formação na temática, a juíza é mestranda em Sistema de Resolução de Conflitos na Universidade Lomas de Zamora na Argentina; possui formação internacional em Constelação Estrutural Jurídica e Comunicação Não Violenta, pelo Instituto Onukisan; e atua como instrutora da ENAMAT (Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados do Trabalho) e de diversas Escolas Judiciais dos Tribunais Regionais do Trabalho do País.

Vamos construir juntos o amanhã?

Durante a palestra, que teve como slogan “Vamos construir juntos o amanhã?”, Roberta Carvalho apresentou, com exemplos de sua vida profissional e pessoal, de forma sensível e acessível, pontos relevantes relacionados à necessidade de mudança de padrão nas relações interpessoais, visando à promoção de uma cultura de paz, em todos os aspectos da vida.

A palestrante abordou, entre outros pontos:

  • a cultura do litígio versus a cultura de paz;
  • a inevitável existência de conflitos e as formas de lidar com eles;
  • o poder das várias formas de comunicação, já que o ser humano é essencialmente social e linguístico;
  • o papel fundamental do ensino da mediação, da conciliação e da arbitragem nos cursos jurídicos;
  • o papel da inovação como instrumento de gestão para efetividade dos direitos e garantias fundamentais previstos na Constituição Federal
  • a inclusão das soluções pacíficas como um objetivo de desenvolvimento sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU (Organização das Nações Unidas).
  • a necessidade de mudança de paradigma do processo tradicional de comunicação (defensivo, competitivo) para um novo modelo, que requer a ampliação da consciência, caracterizando-se pela colaboração, pelo acolhimento, pela escuta, pela empatia;
  • a Política Nacional de Conciliação, que conta com três estruturas principais o CONAPROC, o NUPEMEC e o CEJUSC;
  • aspectos relacionados à formação do mediador, cujas principais competências - conhecimento, habilidade e atitude - formam a engrenagem para o bom funcionamento das soluções pacíficas.

Depoimentos

Para a palestrante, “a intenção é motivar as pessoas a se abrirem para conhecer um novo caminho dentro do sistema judicial, baseado numa perspectiva “multiportas”, pois há várias formas de resolução de conflitos aqui dentro mesmo do Poder Judiciário. Nosso intuito é trazer esclarecimentos a servidores, magistrados, advogados, estudantes, motivando inclusive o público interno para a participação em cursos de formação em mediação e conciliação, a fim de que possamos aparelhar os nossos CEJUSCS e os ambientes internos com pessoas capacitadas em métodos consensuais de solução de disputas”, declarou Roberta Carvalho.

O papel que nós temos dentro da missão maior do Poder Judiciário é o da pacificação, ou seja, levar a forma de solução consensual em diversos meios. O sistema judicial tem esse poder, de oferecer um caráter pedagógico à sociedade, não só por intermédio dos processos judiciais, mas também por outras diversas ações: interlocução com outras instituições e com a sociedade, para que possamos dialogar e levar a todos uma cultura de paz”, destacou a magistrada.

Para o Desembargador Thenisson Santana Dória, “esse evento tem como proposta difundir a cultura de paz e sensibilizar magistrados, servidores e advogados para o curso que iremos implementar na próxima semana - Curso de Formação de Conciliadores e Mediadores - destinado a servidores e magistrados que atuarão no Centros de Conciliação, os Cejuscs”, considerou.

“Nosso curso será lançado na próxima semana, coincidindo exatamente com a Semana Nacional de Conciliação Trabalhista, que acontecerá de 23 a 27/5/2022, para celebrar, no nosso Tribunal, a ‘cultura da paz’, que visa a uma solução harmônica de conflitos pessoais e interpessoais, e também para que nossos servidores possam estar capacitados para atender, de forma efetiva, as partes envolvidas, sempre em busca da pacificação. Tais ações servem tanto para os servidores quanto para os magistrados, com foco na relação com o jurisdicionado e também com a advocacia”, finalizou o Diretor da EJUD-20.

Semana Nacional de Conciliação Trabalhista

SEMANA_DA_CONCILIAÇÃO_TRABALHISTA.jpg

O Tribunal do Trabalho da 20ª Região participa, de 23 a 27/5/2022, da Semana Nacional da Conciliação Trabalhista 2022.

Para saber mais, acesse a notícia disponibilizada no site do TRT-20:

Quer conciliar? TRT-20 participa da Semana Nacional da Conciliação Trabalhista 2022

 

 

 

 

 

 Ascom/TRT-20