Prêmio CNJ de Qualidade
Selo Sou 100% PJe
  • RSS
  • Youtube
  • E-mail
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

A mobilização digital reuniu órgãos públicos, personalidades e times de futebol e alcançou mais de 45,8 milhões de contas.

Twittaço_Mosaico_Participações_Matéria.png

 

Como forma de chamar a atenção da sociedade para o Dia Mundial contra o Trabalho Infantil, em 12 de junho, a Justiça do Trabalho, em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), promoveu, nesta sexta-feira (10), um twittaço contra o trabalho infantil. A hashtag #BrasilSemTrabalhoInfantil esteve entre os assuntos mais comentados do Twitter Brasil (trend topics) e, até a tarde desta sexta, já havia alcançado mais de 130,1 milhões de visualizações (impressões) e atingido quase 45,8 milhões de contas (perfis) na rede social.

A ação digital teve a adesão de diversas instituições públicas e privadas, além de vários usuários da rede social. Participaram da mobilização times de futebol brasileiro, como Flamengo, Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Santos, Atlético-MG, Cruzeiro, Cuiabá e Paysandu Sport Club, além de personalidades, como a apresentadora Eliana, o músico Carlinhos Brown, o grupo Olodum e o jornalista Leonardo Sakamoto.

Diversos entes públicos e organizações também aderiram ao twittaço, com destaque para o Ministério Público do Trabalho (MPT), o Superior Tribunal de Justiça (STJ), o Superior Tribunal Militar (STM), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e a Câmara dos Deputados. Os tribunais regionais do trabalho e os tribunais de justiça estaduais, além da associações de magistrados do trabalho e universidades também contribuíram para a ação.

Na avaliação do coordenador nacional do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem da Justiça do Trabalho, ministro Evandro Valadão, a iniciativa traz luz para um grande problema social que o Brasil ainda enfrenta no século XXI. “Muitas crianças e adolescentes brasileiros estão expostos a situações variadas de trabalho infantil, e dar visibilidade a essa realidade é nosso compromisso social”, destacou. “O trabalho infantil rouba sonhos. Um país sem sonhos é um país sem futuro”, completou.

Trabalho Infantil no Brasil

Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios divulgados ano passado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que, em 2019, cerca de 1,8 milhão crianças e adolescentes de cinco a 17 anos trabalhavam no Brasil. Já a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PnadC) de 2019 revela que 66,4% dos trabalhadores infantis no Brasil eram meninos, sendo 66,1% negros.

E os números devem aumentar nos próximos meses por conta dos efeitos da pandemia da covid-19, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU). A entidade estima que, até o fim de 2022, mais 8,9 milhões jovens com menos de 18 anos podem entrar nessa estatística em nível mundial. 

Entre os fatores para a piora nos números no Brasil estão o aumento na evasão escolar que vários estados brasileiros têm enfrentado depois de meses de aulas a distância, perda de renda familiar a partir da demissão de pais e mães ao longo do isolamento social, além dos efeitos da grave crise econômica e social que o País tem enfrentado desde 2020.

Palavra Cantada

Para unir esforços na luta em prol da erradicação do trabalho infantil,O Programa de Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem da Justiça do Trabalho também aderiu a campanha nacional “Proteção Social para Acabar com o Trabalho Infantil”. Coordenada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), a ação conta com o apoio da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e do Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI).

Entre as ações, está o relançamento da música “Sementes”, de autoria do Emicida e Drika Barbosa. A canção ganhará novo arranjo pela dupla de músicas infantis Palavra Cantada, dos músicos Sandra Peres e Paulo Tatit. O clipe terá imagens da animação “O Menino e o Mundo”, que concorreu ao Oscar de melhor animação em 2016, e será lançado neste domingo (12), às 8h, no canal da Palavra Cantada no YouTube.

Fonte: Site CSJT